Qual é a vida útil da moto elétrica? Descubra!

Home / Scooter Elétrica / Qual é a vida útil da moto elétrica? Descubra!

vida útil da moto elétrica
23 fev, 2023

Você sabe qual é a vida útil da moto elétrica? Esta é uma informação de extrema relevância.

Afinal, do que adianta investir uma significativa quantia na aquisição deste veículo, pensando em economia, se ele não garantir longevidade?

Custo-benefício da scooter elétrica: compensa ou não comprar uma?

Confira qual é o valor de uma moto elétrica no Brasil

Mas, acima de tudo, você sabe o que significa vida útil? Será que depois que este tempo for atingido, a scooter elétrica simplesmente deixa de funcionar?

E mais: será que existem alguns cuidados que podem ajudar a prolongar esta vida útil? É o que você descobrirá neste artigo. Vamos lá?!

Vida útil da moto elétrica e bateria: qual é a relação?

Impossível tratar de vida útil da moto elétrica sem falarmos de bateria.

Afinal, este é um componente fundamental, tanto para o funcionamento do veículo, quanto para sua longevidade.

Para começar, é importante destacar que a bateria é que fornece energia elétrica em corrente contínua para diversos itens da motocicleta, tais como faróis, ignição, painel e muito mais.

Portanto, caso ela esteja descarregada, a ignição do motor é automaticamente bloqueada, assim como os demais componentes, e a scooter elétrica não funcionará.

Descubra a diferença entre moto elétrica, scooter elétrica e bicicleta elétrica

Neste sentido, dependendo do uso, o item acabará demandando uma recarga diária. E é justamente este um dos itens que poderá prolongar ou reduzir a longevidade da moto elétrica.

A seguir, além de descobrir a vida útil da moto elétrica, você verá quais fatores podem influenciar positivamente ou negativamente nesta longevidade.

Qual é a vida útil da moto elétrica?

vida útil da moto elétrica

Antecipadamente, já adiantamos que não há um padrão de duração da moto elétrica

Agora sim, vamos ao que interessa: qual é a vida útil da moto elétrica?

Em primeiro lugar, é importante esclarecer que esta duração depende de uma série de fatores.

Tais como marca e modelo da scooter elétrica, tipo de bateria, entre outros que falaremos melhor adiante.

Em suma, isso significa que não existe um padrão de durabilidade.

Em contrapartida, de forma geral, a vida útil da moto elétrica gira em torno de dois a quatro anos.

Há fabricantes que indicam esta longevidade em ciclos, que geralmente é de 2 a 3 mil ciclos completos de recarga.

Ou seja, quando a bateria é carregada totalmente de 0 a 100%.

Para ficar mais claro, vamos citar o exemplo de uma scooter elétrica com vida útil de até 2 mil ciclos completos de carga.

Se sua autonomia for de 60km, consequentemente, sua duração total será de 120 mil km.

Quantos quilômetros roda uma moto elétrica? Descubra!

Fatores que afetam a vida útil da moto elétrica

Conforme sinalizado anteriormente, alguns fatores podem afetar diretamente na vida útil da moto elétrica, seja para mais ou para menos. Entre os principais, estão:

-Modelo da scooter elétrica

A marca e o modelo da moto elétrica escolhida estão entre os fatores que afetam em sua vida útil.

Qual é o modelo ideal de moto elétrica?

Isso porque o método de produção adotado interfere diretamente no quesito longevidade.

Afinal, os mais diversos componentes integram o veículo.

Como funciona a manutenção em moto elétrica?

-Tipo de bateria

vida útil da moto elétrica

O tipo e a amperagem da bateria estão entre os fatores que impactam na vida útil da moto elétrica

Se você acha que bateria de moto elétrica é tudo igual, está muito enganado.

Hoje em dia, existem diversos tipos no mercado que, inclusive, diferem entre si por conta de seus componentes e métodos de fabricação.

Ainda assim, as mais utilizadas são as de gel, chumbo e lítio.

Baterias elétricas: o futuro da mobilidade sustentável e econômica

Para começar, as baterias de gel têm a capacidade de produzir mais ciclos e melhor durabilidade e, por isso, são recomendadas para uso diário.

Já as baterias de chumbo são o oposto. Apesar de mais baratas, produzem menos ciclos e, portanto, são indicadas para uso ocasional.

Por fim, as baterias de lítio são mais modernas, mais leves e contam com maior capacidade de armazenamento e retenção de carga. Entretanto, também são mais caras.

Do mesmo modo, a amperagem da bateria também é um critério que deve ser observado. Quanto maior, maior será sua duração.

-Frequência de uso

Você usa sua moto elétrica todo dia, duas vezes na semana ou esporadicamente?

A frequência de uso do veículo acaba afetando na duração da bateria e, consequentemente, na vida útil da moto elétrica.

Mas de que forma? Se você usa diariamente e percorre longas distâncias, por exemplo, é bem provável que ela se desgastará mais cedo.

Contudo, há quem diga que existem estratégias para economizar a bateria e aumentar sua vida útil.

Como, por exemplo, desligar a motocicleta sempre que parar e evitar usar todas as funcionalidades de uma vez.

-Tipos de uso

Além da frequência de utilização do veículo, o tipo de uso também irá interferir na vida útil da moto elétrica.

Se você costuma percorrer grandes trajetos sem paradas intermediárias, sem dúvidas a durabilidade será maior.

Autonomia da scooter elétrica: confira a ficha técnica de 5 modelos

Por outro lado, se você faz pausas frequentes em pequenos trajetos, acaba exigindo mais da bateria e encurtando sua longevidade.

Até mesmo as condições climáticas do lugar onde você vive, poderá influenciar. Em regiões mais frias e úmidas, por exemplo, a durabilidade tende a ser inferior.

-Carregamento da bateria

Por fim, alguns cuidados também devem ser tomados na hora de carregar a bateria a fim de aumentar a vida útil da moto elétrica.

Em primeiro lugar, nunca deixe a bateria descarregar totalmente, pois isso pode danificar o sistema elétrico e afetar as funções.

O recomendado é recarregá-la sempre que finalizar suas viagens, sobretudo se a bateria estiver com menos da metade da carga.

Quanto custa carregar uma scooter elétrica? Aprenda a calcular

Outra dica importante é: prefira recarregar a bateria no período da noite para garantir que ela será completamente carregada.

Desta forma, você evita cargas parciais durante o dia.

O que fazer quando a vida útil da moto elétrica for atingida?

Agora a pergunta que não que calar: e quando a vida útil da moto elétrica for atingida, o que deve ser feito?

Primeiramente, é importante pontuar que você não necessariamente precisará descartar a bateria da scooter elétrica assim que se passar os 2, 3 ou 4 anos.

Após este período, o que geralmente costuma acontecer é que a moto elétrica passa a apresentar baixo rendimento e até mesmo falhas.

Entretanto, caso as intercorrências passem a ser frequentes e o funcionamento fique prejudicado, aí sim vale a pena considerar a troca da bateria.

Neste caso, muitas vezes ela pode ser reutilizada com outras finalidades como, por exemplo, fonte de energia.

Em contrapartida, caso você não tenha esse interesse, pode descartá-la. Todavia, com alguns cuidados.

O principal deles é não descartar a bateria no lixo comum. O ideal é que ela seja entregue para o fabricante, que encaminhará para reuso.

Dessa forma, a bateria poderá ser reciclada e os insumos reaproveitados como matéria-prima de outros produtos.

Posts recentes

Acessórios para scooter elétrica: tudo o que você precisa

Acessórios para scooter elétrica: tudo o que você precisa

fevereiro 21, 2024
Scooter por assinatura: conheça esta modalidade

Scooter elétrica por assinatura: conheça este modelo

fevereiro 20, 2024
Bicicleta elétrica em Goiânia: 10 motivos para ter a sua

Bicicleta elétrica em Goiânia: 10 motivos para ter a sua

janeiro 09, 2024

Tags

Você também vai gostar de ler