Moto elétrica barata: 5 modelos e preços em 2022

moto elétrica barata

07.07.2022 | Por: administrador

Voltar

Está procurando uma moto elétrica barata? Confira 5 modelos com preços acessíveis que te proporcionarão uma grande economia e que valem a pena o investimento.

Se você está em busca de uma alternativa para enfrentar o trânsito que não pese tanto no bolso, saiba que existe sim moto elétrica barata no Brasil.

Moto elétrica: uma alternativa para fugir da alta do combustível

Gastando pouco mais de R$ 10 mil, você consegue adquirir uma motocicleta elétrica que se tornará um excelente investimento para você, já a curto prazo.

Isso porque, além de não precisar gastar mais dinheiro com gasolina, você não verá sua conta de energia elétrica aumentar significativamente.

Quanto custa carregar uma scooter elétrica? Aprenda a calcular

Além do mais, a moto elétrica também não demanda tanta manutenção como o modelo tradicional, o que também é sinônimo de economia.

Neste artigo, apresentaremos seis motos elétricas baratas que você encontra no Brasil. Vamos lá?

1- Shineray SE3: a primeira colocada quando se fala de moto elétrica barata

Se você está em busca de uma moto elétrica barata, não deixe de conhecer a Shineray SE3.

Atualmente, este modelo lidera o topo da lista das motos elétricas mais baratas do Brasil, no ano de 2022. E sabe quanto ela custa? Apenas R$ 10.990.

Com certeza você nunca imaginou que seria possível adquirir uma moto elétrica desembolsando esta quantia, não é mesmo?

Mas se você já ficou empolgado só de saber o preço, precisa conhecer também as características deste modelo.

Além de design chamativo e um excelente acabamento, a Shineray SE3 conta com um motor elétrico de 2000W de potência, que permite atingir velocidade máxima de até 50km/h.

A fim de uma scooter elétrica 2000 w? Veja características deste modelo

A moto elétrica mais barata do Brasil ainda possui autonomia de 80 km, sendo que são necessárias de oito a dez hora para completar a carga da bateria.

Seus principais diferenciais são a bateria de chumbo ácido, que contribui para uma maior potência.

E também o considerável espaço interno fornecido no compartimento de banco, para armazenamento.

É uma ótima opção para o dia-a-dia, principalmente para quem percorre pequenas distâncias, como de casa para o trabalho ou para a faculdade, por exemplo.

2- Shineray SE1

Em segundo lugar, aparece um outro modelo da Shineray, montadora chinesa de motocicletas, motonetas, bicicletas, quadriciclos e veículos utilitários: a SE1, que pode ser adquirida com baterias de chumbo ou lítio.

A primeira é mais barata e costuma ser encontrada a partir de R$ 10.990. Já o modelo com lítio tende a custar a partir de R$ 13.990.

E sabe por que esta diferença? A Shineray SE1 com bateria de chumbo tem uma autonomia de até 80km e leva de seis a dez horas para atingir carga completa.

Já o modelo com bateria de lítio garante uma autonomia de até 60km e demanda de seis a oito horas na tomada para ser totalmente recarregada.

Outra grande vantagem da SE1 é a possibilidade de retirar a bateria da moto para carregá-la.

Além do mais, seu motor elétrico também possui potência de 2000W. Em contrapartida, a velocidade máxima a ser atingida é um pouco maior: 60km/h.

Importante destacar que esta moto também possui três modos de pilotagens, com velocidades diferentes, sendo uma ótima opção para percursos urbanos.

Veja também: As 7 maiores dúvidas sobre moto elétrica: conheça antes de comprar

3- Shineray SE2

moto elétrica barata

Apesar de possuir suporte para uma bateria extra, a Shineray SE2 possui apenas um cabo de alimentação

Acredite, se quiser, mas a terceira moto elétrica barata desta lista também é da Shineray. Trata-se do modelo SE2.

Apesar de ser considerada similar à SE1, no que se refere a dimensões e componentes, seu design é muito mais moderno do que o modelo anterior.

Além do mais, ela é encontrada apenas na versão bateria com lítio, cujo tempo de recarga vai de seis a oitos horas, e garante autonomia de 60km.

Mas não há motivos para desanimar, pois o modelo possui suporte para uma bateria extra, o que permite dobrar esta capacidade.

Em contrapartida, há de se destacar que a Shineray SE2 possui apenas um cabo de alimentação, impossibilitando, assim, que as duas baterias sejam carregadas ao mesmo tempo.

Outro detalhe importante é que seu motor também é um pouco mais potente (2300W), mas a velocidade máxima a ser atingida permanece em 60km/h. Ah, e o valor? A partir de R$ 13.990.

Veja também: Onde pode andar com moto elétrica? Descubra!

4- Voltz Ev1 Sport: moto elétrica barata e tecnológica

Agora saindo um pouco da Shineray, que ocupou os três primeiros postos de moto elétrica barata, surge a brasileira Voltz, com o modelo EV1 Sport.

Custando aproximadamente R$ 14.990, esta moto elétrica é mais potente e ágil do que as citadas anteriormente.

Isso porque possui motor com potência de 3000w, autonomia de até 100km e, ainda, pode chegar a velocidade máxima de 75km/h.

Já a versão equipada com duas baterias de lítio, custa a partir de R$ 18.790, possui autonomia de até 180km e dizem que pode chegar a 4500w no pico da potência do seu motor.

Importante destacar que a Voltz Ev1 Sport possui três modos de condução: um mais econômico, que chega a 35 km/h; um mediano que chega a 55km/h, ideal para o dia-a-dia; e o terceiro mais potente, que chega a 75km/h.

Além do mais, este é o único modelo da marca que conta com espaço interno para armazenamento de uma bateria e um capacete.

Moto elétrica precisa de capacete?

Outros detalhes que chamam atenção desta moto elétrica barata, mas tecnológica, são seu display digital, o sistema de conexão bluetooth e de alto falantes e a função de ré.

5- Voltz EVS Work

A quinta moto elétrica barata desta lista é a Voltz EVS Work, que pode ser encontrada a partir de R$ 16.490 ou de R$ 20.990, quando se trata do modelo com duas baterias.

Sua autonomia com apenas uma bateria já é superior às demais desta lista: 120km.

Agora se você quiser dar uma turbinada, basta adicionar bateria extra para chegar à uma autonomia de 180km.

Com um motor de 3000w, mas que pode chegar à uma potência de 5500w com duas baterias, este modelo pode atingir velocidade máxima de 85 km/h.

Entre seus diferenciais estão o fato de ser mais econômica e contar com inteligência e gerenciamento de frotas.

Isso inclui atributos como monitoramento 24 horas, GPS integrado, sistema anti-roubo, status da bateria em tempo real e alerta movimento para motos estacionados.

O que vem tornando a Voltz EVS Work uma excelente opção para motociclistas que trabalham com aplicativos de entrega.

Agora conta pra gente: qual desses modelos de moto elétrica barata você acha que mais se encaixa no seu perfil?

Posts Relacionados