Moto elétrica para mulher: confira os diferenciais e onde comprar a sua

Home / Scooter Elétrica / Moto elétrica para mulher: confira os diferenciais e onde comprar a sua

moto elétrica para mulher
24 nov, 2022

Se você está em busca de moto elétrica para mulher, este artigo foi feito para você.

Primeiro porque ele traz algumas das características que costumam ser apreciadas nos veículos elétricos de duas rodas pelo público feminino.

Segundo, porque ainda detalha um modelo que foi pensado de mulher para mulher, ou seja, projetado sob a ótica feminina.

E, por último, mas não menos importante porque ele ainda desmistifica essa história de moto para mulher.

Ficou curiosa (o) para saber do que estamos falando? Então vamos lá!

Moto elétrica para mulher: de onde vem esse sucesso?

Dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mostram que o total de mulheres motociclistas quase dobrou na última década.

Enquanto em 2011 haviam 4.002.094 mulheres habilitadas para conduzir uma moto, em 2020 o número saltou para 7.833.121, um crescimento de 95,7%.

Além do mais, estima-se que as mulheres representam cerca de 30% dos consumidores de scooters, que teve 107.285 unidades produzidas em 2021, volume 40,9% superior ao registrado em 2020.

Scooter elétrica vale a pena? Veja prós e contras antes de decidir

E esse número com certeza já deve ter crescido neste ano, considerando que a scooter acaba sendo uma porta de entrada para o mundo das duas rodas para muitas mulheres.

Afinal, é uma opção de fácil condução, que se destaca por sua praticidade e mobilidade.

E quando falamos de moto elétrica, seja ela scooter ou não, as vantagens vão além. A começar pela economia garantida por este modelo, entre outras vantagens que veremos a seguir.

Veja também: Descubra a diferença entre moto elétrica, scooter elétrica e bicicleta elétrica

Moto elétrica para mulher: características que chamam atenção

Os modelos tipo scooter costumam agradar as mulheres pelo fato de contarem com uma plataforma para apoio dos pés, que possibilita o uso de qualquer tipo de roupa e calçado

De forma geral, acredita-se que o câmbio automático e a partida elétrica são alguns dos principais atrativos da moto elétrica para mulher.

Isso porque eles contribuem diretamente na condução, tornando a pilotagem muito mais acessível.

Além do mais, o fato de não precisar utilizar os pés para acionar o freio traseiro, por exemplo, acaba facilitando a vida das mulheres.

O mesmo vale para a plataforma para apoio dos pés, comum em muitos modelos, que permite às mulheres usar qualquer tipo de roupa e sapato, inclusive saias vestidos e saltos.

O público feminino também costuma valorizar veículos com compartimentos espaçosos, em que seja possível carregar a bolsa e outros itens sem dificuldades. Há modelos, inclusive, que contam com gancho porta/sacola.

Contudo, não podemos esquecer de mencionar o conforto e a segurança, que também são itens indispensáveis para as mulheres.

Assim como a grande economia garantida pelas versões elétricas que, ao invés de utilizarem gasolina e/ou etanol, são movidas à energia elétrica, podendo, inclusive, serem carregadas na tomada de casa.

E, claro, a liberdade, independência e o privilégio de poder curtir uma refrescante brisa durante os mais simples percursos do dia a dia.

Conheça um dos modelos pensados para o público feminino

Tendo em vista o sucesso das motos elétricas entre as mulheres, algumas empresas já estão desenvolvendo modelos exclusivamente pensados para o público feminino.

É o caso da Gogoro, que recentemente lançou a Scooter Elétrica Delight, com potência de 7.0kw, autonomia de até 150km, freios a disco com ABS, controle de tração e TMPS.

5 motivos para ter uma scooter elétrica em 2022 – o nº 3 convence

Seus diferenciais começam no fato de ter sido projetada por mulheres, ou seja, considerando todas as necessidades e anseios deste público.

Seu design moderno e minimalista é marcado por linhas suaves e arredondadas e cores suaves e joviais.

Além do mais, o modelo também conta com recursos especiais, como iluminação de led no compartimento sob o banco, para facilitar a busca dos itens que ali estão no escuro, e até um dispositivo de fragrância recarregável para deixar o local perfumado.

Outro diferencial é o farol com acendimento automático, um recurso que pode ser muito útil em estacionamentos ou em lugares mais escuros.

Sem contar que a moto elétrica para mulher da Gogoro é mais silenciosa, 25% mais leve e seu assento tem uma altura de 72cm, possibilitando o uso de qualquer tipo de roupa e calçado.

O modelo ainda conta com um modo reboque, que funciona em velocidade até 5 km/h, para facilitar caso a mulher precise empurrar a moto.

O grande contra é que, no momento, este modelo só pode ser encontrado no território de Taiwan. Atualmente, ela custa cerca de R$ 16 mil.

Desmistificando a história da “moto elétrica para mulher”

moto elétrica para mulher

Engana-se quem pensa que moto elétrica para mulher é só aquela pequena, leve, com design clean e cor clara. Há quem prefira versões de grande porte e de alta cilindrada

Conforme vimos neste artigo, é fato que já existem modelos de moto elétrica pensados para o público feminino.

E, com certeza, outros ainda deverão surgir ao longo do tempo, considerando o sucesso que este veículo elétrico de duas rodas tem feito entre as mulheres.

Entretanto, é importante ter em mente que esta história de moto elétrica para mulher ou moto elétrica para homem não tem muito fundamento.

As 7 maiores dúvidas sobre moto elétrica: conheça antes de comprar

Afinal, pode ser que algumas mulheres não se adaptem ao modelo pensado para o público feminino.

E, pelo contrário, ainda prefiram determinadas características que estão presentes nas versões tradicionais. Como é o caso, por exemplo, de cor e design.

Mas não só isso. Há mulheres, inclusive, que preferem motos mais robustas e potentes, de grande porte e de alta cilindrada.

Além do mais, se fizermos uma pesquisa na internet em busca de moto elétrica para mulher, vamos encontrar pouquíssimos resultados específicos.

Portanto, não seria justo restringir as mulheres aos pouquíssimos modelos pensados para elas, não é mesmo!?

Informações importantes sobre a moto elétrica

Agora que você já conhece as particularidades da moto elétrica para mulher e também as características que costumam agradar o público feminino, de forma geral, é hora de se informar sobre as principais regras para o uso deste veículo. Confira:

  • Para começar, as motos elétricas precisam estar cadastradas no Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM) e licenciadas junto ao Detran para poderem circular pelas ruas sem qualquer risco;
  • Isso significa que, assim como acontece com os modelos à combustão, as motos elétricas também devem ser emplacadas;
  • O pagamento do IPVA também é necessário na maior parte das vezes. Entretanto, há cidades e estados que oferecem descontos e até mesmo isenção. Saiba mais no nosso artigo Moto elétrica paga IPVA? Esclareça essa dúvida agora mesmo;
  • Para pilotar o veículo, é necessário, ainda, Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH) da categoria A, conforme explicamos neste artigo;
  • Também é indispensável a utilização do capacete de segurança, com viseira ou óculos protetores;
  • Ou seja, você também pode ser multado mesmo utilizando uma moto elétrica, se for constatada qualquer irregularidade. O não emplacamento, por exemplo, pode gerar um prejuízo de quase R$ 300, além dos sete pontos na CNH;
  • As motos elétricas podem transitar tanto pelas vias de trânsito local, quanto pelas rodovias, desde que estejam de acordo com as regras de trânsito.

 

Posts recentes

Acessórios para scooter elétrica: tudo o que você precisa

Acessórios para scooter elétrica: tudo o que você precisa

fevereiro 21, 2024
Scooter por assinatura: conheça esta modalidade

Scooter elétrica por assinatura: conheça este modelo

fevereiro 20, 2024
Bicicleta elétrica em Goiânia: 10 motivos para ter a sua

Bicicleta elétrica em Goiânia: 10 motivos para ter a sua

janeiro 09, 2024

Tags

Você também vai gostar de ler